Tabagismo na gravidez influi na capacidade de compreensão da criança

Crianças no útero expostas à grande quantidade de fumaça de cigarro fumado pela mãe tem desempenho mais fraco em testes de compreensão de leitura, segundo um estudo da Universidade de Yale e da Universidade Brock, no Canadá.

Os filhos de mulheres que fumaram mais de um maço de cigarros por dia marcaram 21% menos do que os colegas de mães não-fumantes em um teste em que a criança lê em voz alta e diz se entendeu o que foi lido.

Outros estudos já haviam descoberto que o fumo na gravidez estava associado a QIs baixos e desempenhos escolares piores.

Fonte: Gazeta do Povo