Soníferos e remédios para ansiedade aumentam risco de mortalidade

Cuidado com remédios contra insônia e ansiedade:

  • pode aumentar o risco de mortalidade

cuidado com soníferos e remédios para ansiedade

Segundo um estudo publicado no Canadian Journal of Psychiatry, esses medicamentos afetam a noção de tempo, o sistema respiratório, o estado alerta e até a coordenação motora, o que pode causar acidentes graves.

Por inibirem o sistema nervoso central e afetarem o julgamento, essas drogas também podem elevar as chances de o paciente cometer suicídio.

Coordenada pela professora Genevière Belleville, da Escola de Psicologia da Universidade Laval, no Canadá, a pesquisa tomou como base informações registradas de 14.000 canadenses, entre 18 e 102 anos.

No período, 15,7% das pessoas que tomavam algum desses remédios morreram, contra 10,5% das que não tomavam.

Depois de isolar características comportamentais – como consumo de álcool, fumo e depressão – conclui-se que os soníferos e ansiolíticos aumentam em 36% o risco de mortalidade.

“Esses remédios não são balinhas. Tomá-los é extremamente perigoso”, alerta Genevière.

Segundo a pesquisadora, há opções mais seguras já reconhecidas pela medicina, como tratamentos cognitivos comportamentais.

Esses tratamentos têm se mostrado eficazes e precisam ser apresentados aos pacientes como uma alternativa à medicação, enfatiza.