Progamas do governo federal oferecem exames gratuitos para mulheres

Arquivo: matéria de 23 de jan de 2013
O Programa de Mamografia Móvel, criado pelo governo em outubro do ano passado, já está em andamento em Manaus, em Taubaté (SP) e em várias cidades do Distrito Federal.
O serviço é feito durante o ano todo em locais considerados estratégicos pelas secretarias de Saúde. Além de oferecer exames de mamografia, as carretas estão habilitadas para realizar ultrassonografias e o papanicolau, o preventivo do câncer de colo de útero.
Em Taubaté, no Vale do Paraíba, o programa, que existe desde novembro do ano passado, faz por dia 25 atendimentos para exames de mamografia e papanicolau. Em Manaus, os atendimentos são feitos nas zonas norte, sul e centro-sul, das 7h às 17h. Para fazer mamografia e ultrassonografia, é necessária a requisição médica. No local também se coleta material para o preventivo de câncer do colo do útero.
No Distrito Federal, onde existe a Unidade Móvel de Saúde da Mulher, o primeiro atendimento foi feito no dia 8 de março do ano passado, na região Pôr do Sol, em Ceilândia, região administrativa do DF. Dentro da unidade são oferecidos sete tipos de exames diferentes. A carreta já passou por 15 regiões administrativas, entre as quais: Ceilândia, Estrutural, Guará, Brazlândia, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia, São Sebastião, Riacho Fundo II, Santa Maria e Sobradinho.
Em entrevista à Agência Brasil, a subsecretária de Atenção Primária, Rosalina Sudo, informou que, de março de 2012 até a última sexta-feira (18), foram feitos 29.451 exames. O serviço funciona durante todo o ano, nos dias úteis. “Priorizamos as cidades onde as mulheres têm mais dificuldade de fazer os exames. A unidade móvel tem o objetivo de melhorar o acesso a exames que as mulher precisam fazer”, disse a médica.
De acordo com Rosalina, o resultado tem sido positivo, principalmente quanto à prevenção do câncer de mama. “Na unidade móvel, também fazemos exames preventivos para que as mulheres possam se cuidar e evitar o câncer de mama.” Rosalina explicou que os exames são de “rastreamento”, para saber como está a situação da paciente. “A mulher tem condições de repetir a cada dois anos, ou seja, ela poderá saber se houver alguma alteração nesse exame e quando se deu a alteração.”
Até a próxima sexta-feira (25), a carreta estará em Taguatinga, região administrativa do DF a 21 quilômetros de Brasília. Mulheres com idade a partir de 40 anos devem fazer mamografia. Para a ecografia, é preciso ter o pedido médico em mãos. A previsão é que sejam atendidas 50 mulheres por dia, das 8h às 17h, com intervalo para almoço das 12h às 13h. É preciso levar apenas o documento de identidade e um comprovante de residência.
Fonte: UOL Saúde