Os sinais da hiperatividade

Advertisements
Loading...

Identificar a hiperatividade pode ser um desafio

Apesar de a síndrome já ser conhecida e pais e professores estarem atentos a sinais da condição, os sintomas podem muitas vezes ser confundidos com a personalidade da criança, levando a tratamentos desnecessários.

Caso os adultos responsáveis pela criança desconfiem que ela esteja apresentando sintomas, deve-se observá-la em diferentes ambientes, analisando a forma como ela se comporta.

Assim é possível ver se as atitudes dela são algo constante ou são estimuladas por motivos externos a ela.

A criança deve, por exemplo, se comportar da mesma forma em casa e na escola.

Atenção para os possíveis sinais da hiperatividade

Alguns dos sintomas mais comuns são inquietação, distração, excesso de fala e problemas para seguir instruções. Pessoas sofrendo dessa condição frequentemente também apresentam dificuldades cognitivas.

Os adultos devem ter cuidado ao suporem que a hiperatividade está presente. Apenas um médico especializado pode fazer o diagnóstico. “É necessária uma consulta médica e psicológica, na qual serão avaliados os sintomas e verificados se ocorrem em pelo menos duas condições: escola/ trabalho, família/sociedade.

Advertisements
Loading...

O adulto para ser diagnosticado deve ter algum destes sintomas desde os sete ou 12 anos”, explica a Dra. Elza Dias, neurologista do Hospital Daher em Brasília.

Para controle da síndrome são receitados medicamentos e terapia cognitiva comportamental.

Quanto mais cedo a condição é diagnosticada, melhores serão as chances de o paciente viver bem com a hiperatividade, tendo uma vida pessoal e profissional sem complicações.

Fonte: Assessoria de Comunicação Hospital Daher Lago Sul, 18 de janeiro de 2013


Veja também: Hiperatividade / DDA / TDAH

Advertisements
Loading...