OMS alerta para falta de tratamento contra colesterol alto

Estudo da organização mostra que muitos pacientes não recebem orientação para diminuir o nível de colesterol

Brasília – Um estudo publicado em fevereiro/2011 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para a falta de tratamento para pessoas com altos níveis de colesterol.

De acordo com o estudo, a maioria dos pacientes não recebe orientação médica para reduzir o risco de doenças cardiovasculares como o infarto e o derrame.

Entre os países com pior desempenho estão a Jordânia e a Tailândia, onde a situação foi considerada alarmante por conta do uso limitado de medicamentos e dos altos índices de pessoas adultas com colesterol alto.

Em 2005, as doenças cardiovasculares foram responsáveis por 18 milhões de óbitos em todo o mundo. Por causa disso, a OMS traçou um objetivo global de reduzir em 2% ao ano as mortes por doenças crônicas até 2015.

Reverter os níveis de colesterol

Segundo a pesquisa, reduzir os níveis de colesterol é uma das estratégias centrais para reverter o alto índice de óbitos por doenças cardiovasculares.

A OMS destacou que há disponibilidade de medicamentos seguros e altamente eficazes no combate ao alto colesterol, além de métodos de baixo custo para diagnosticar pacientes com o problema.

“Em países com diferentes níveis de investimento, uma grande proporção de indivíduos que poderiam se beneficiar de medicamentos que reduzem o colesterol permanece sem conhecimento desta oportunidade, capaz de diminuir os riscos de doenças cardiovasculares, ou permanece sem tratamento, apesar de estar consciente da situação”, diz a pesquisa.

Fonte: Exame.com