Hemorroidas? Tire suas dúvidas

Advertisements
Loading...

As hemorroidas são uma dilatação das veias localizadas no canal anal e podem ser divididas entre internas e externas. São varizes no ânus. Enquanto as externas geralmente são agudas, as internas são crônicas e desenvolvidas ao longo dos anos.

Há uma série de fatores que podem causar hemorroidas, mas o principal é a alimentação pobre em fibras e, consequentemente, o mau funcionamento do intestino.

Elas acontecem em pessoas com intestino preso, mas há outras coisas que favorecem o aparecimento da hemorroida, como diarreia crônica, uso inadequado de papel higiênico, a gravidez porque aumenta a pressão intra-abdominal e até mesmo a posição ortostática do homem, já que se fossemos quadrúpedes seríamos menos predispostos a desenvolver o problema.

As hemorroidas aparecem principalmente em adultos jovens, entre 20 e 50 anos.

Isso acontece porque cada vez mais pessoas seguem uma alimentação com produtos industrializados, pouca água, excesso de refrigerante e sucos artificiais.

No geral, o problema atinge homens e mulheres na mesma proporção, mas as mulheres costumam procurar um especialista com mais frequência.

O sintoma mais comum da hemorroida é o sangramento.

Pode ser um sangramento no papel higiênico ou em forma de gotejo após a evacuação. É importante dizer que esse é um sangue bem vermelho, bem vivo.

Outro sintoma é quando, com o dedo, é possível sentir que a mucosa anal se exterioriza e o paciente percebe que tem alguma coisa para fora.

Se você foi diagnosticado com hemorroida, fique longe de comidas picantes e condimentos.

A pimenta não é uma causadora do problema, mas ela ajuda a agravar e irritar a região.

Qualquer pimenta, principalmente a pimenta do reino, sai do jeito que entra. O organismo não tem capacidade de atuar quimicamente no alimento. Então o indicado é evitar esse condimento.

Advertisements
Loading...

O uso indevido de papel higiênico pode ser um dos causadores. Tudo o que é irritante para a região anal deve ser evitado, inclusive passar muitas vezes o papel higiênico, que pode causar coceira. Por isso, sempre que possível, o ideal é substituir o papel por água na hora de fazer a higienização.

Sexo anal não é um causador de hemorroidas mas, o melhor é não praticar caso o paciente já tenha sido diagnosticado com o problema para evitar desconforto e outras complicações.

Apesar de a hemorroida ser uma espécie de varize no canal anal, não é comprovado que pessoas que apresentam varizes nas pernas são mais propensas a desenvolverem o problema. O mecanismo é totalmente diferente entre o retorno venoso dos membros inferiores e da circulação anal.

O tratamento pode ser ambulatorial ou cirúrgico, dependendo da gravidade da hemorroida. Existem algumas técnicas feitas ambulatoriamente (escleroterapia, crioterapia, fotocoagulação..) e, no geral, elas causam uma necrose na veia dilatada, que desaparece depois de uma semana.

Além disso, existem pomadas e anti-inflamatórios que diminuem os sintomas. Em outros casos, o problema precisa ser tratado cirurgicamente, onde a hemorroida é retirada.

Depois de retirada, a veia dilatada não reaparece, mas novas podem surgir. Principalmente se a pessoa continuar com o hábito intestinal constipado. Por isso é tão importante ter um acompanhamento na alimentação, tentar reeducar o intestino e não ficar muitas horas sentado naquela posição para não pressionar a região do ânus.

De acordo com os especialistas, o melhor é apostar em uma dieta rica em fibras, com  legumes, verduras, frutas, linhaça e laticínios.

O intestino funciona com o que sobra da digestão e alimentos ricos em açúcar e carboidratos são completamente absorvidos. Não sobra nada. Outras dicas são beber bastante água, fazer várias refeições diárias, não passar muito tempo sentado no vaso sanitário, trocar o papel higiênico por uma duchinha e tentar ir ao banheiro pelo menos duas vezes ao dia.

É preciso ficar atento para não confundir os sintomas de câncer colorretal e hemorroidas. O câncer colorretal aparece com sinais de sangramento, emagrecimento e alterações no hábito da evacuação. A pessoa tem intestino normal e de repente fica dois ou três dias sem evacuar ou começa a evacuar muitas vezes.

Fonte: Terra


Veja também: Exercício para eliminar hemorroidas