Guerra tecnológica

O clima entre Google e Microsoft segue pegando fogo. Depois da polêmica criada pelos rumores de que os usuários do Windows Phone não estavam conseguindo acessar o Google Maps, enfim a gigante das buscas voltou atrás. E as suspeitas eram verdadeiras: a companhia estava mesmo bloqueando o acesso dos usuários do sistema operacional móvel da Microsoft ao seu serviço de mapas.

Quando tentavam acessar o site do Google Maps, os usuários do Windows Phone eram redirecionados para a página inicial do Google. A justificativa para esta atitude seria apenas técnica. De acordo com o Google, o Internet Explorer, navegador padrão dos aparelhos com WP8, não possuiria as características necessárias para rodar o serviço.

“Nos nossos primeiros testes, o IE móvel acabou não oferecendo a qualidade necessária para abrir o Maps, deixando funcionalidades importantes de lado”, avaliou o Google, em nota emitida para o site TNW.
A Microsoft, no entanto, afirmou que esta explicação não poderia ser verdadeira, já que o IE da versão móvel do Windows tem as mesmas funcionalidades e capacidades do modelo para desktop, que não tem problema algum em acessar o Maps. Por isso, o Google reviu sua decisão e, em novo comunicado enviado ao site TNW, admitiu agora liberar o acesso dos usuários do Windows Phone ao Google Maps.
“Melhorias recentes no IE móvel e no Google Maps agora permitem uma melhor experiência. Estamos trabalhando para remover o redirecionamento e vamos continuar a testar a compatibilidade com outros navegadores a fim de possibilitar a melhor experiência a todos os usuários”, garantiu a empresa.
Fonte: TechTudo