Consulta via internet?

Advertisements

Veja as melhores práticas para médicos e pacientes

O “novo normal” exigido pela pandemia do coronavírus mudou a forma como lidamos com o cotidiano e a tecnologia: hoje contamos cada vez mais com as ferramentas digitais para dar continuidade ao trabalho, contato com amigos e família, e até mesmo consultas médicas através de conferências por vídeo.

Embora os programas de vacinação já estejam avançando no país, e muitos médicos já ofereçam consultas presenciais, para muitos as consultas via internet continuam sendo uma alternativa prática e segura: não exigem deslocamento, evitam qualquer potencial de transmissão do vírus, e para problemas mais simples são capazes de resolver as necessidades do paciente ou, quando necessário, fazer a triagem inicial para então considerar o risco de uma consulta presencial..

A chamada “telemedicina”, ou seja, o atendimento médico à distância, já era reconhecida como potencial serviço para agilizar o atendimento personalizado e rápido, e durante os anos de 2020 e 2021 se tornou ainda mais eficiente e conhecida. No entanto, por ser uma prática nova no cotidiano de médicos e pacientes, ainda é possível passar por alguns obstáculos ou problemas com o atendimento remoto. Por isso, separamos as melhores dicas para médicos e pacientes garantirem uma experiência boa e livre de dores de cabeça ao fazerem uso da telemedicina. Confira.

Dicas para pacientes

Organize dados pessoais e documentos

Uma forma de agilizar sua consulta e evitar problemas é garantir que todos os seus dados pessoais e documentos estejam organizados, em formato digital, em seu computador ou smartphone. Para isso, aplicativos de escaneamento em PDF como o Microsoft OneLens ou Adobe Scan podem ser utilizados rapidamente com a câmera do celular. Em uma pasta segura, ou armazenamento em nuvem, mantenha os arquivos com nome fácil de identificar e prontos para serem enviados conforme a necessidade. Você também pode anotar os sintomas, histórico médico ou quaisquer outros dados importantes para a consulta.

Garanta a qualidade do vídeo

O contato “olho-no-olho”, mesmo que através de uma câmera, é uma parte essencial da consulta médica. O profissional pode coletar dados importantes para o diagnóstico através da imagem, e a interação com o paciente é importante durante cada etapa do processo. Para isso, garanta uma fonte de luz à sua frente, como uma janela ou luminária, e caso não possua uma webcam, basta usar um aplicativo para usar o smartphone como câmera.

Certifique-se de quem é o profissional

Durante o agendamento de sua consulta, certifique-se de obter o nome do médico que realizará o atendimento. Garanta que é um profissional registrado no Conselho Regional de Medicina, e que o nome e imagem condizem com quem a pessoa afirma ser. Não aceite consultas com terceiros não registrados, e não pegue receitas médicas sem assinatura.

Mantenha um caderno ou arquivo para anotações aberto

Durante a consulta seu médico poderá passar orientações e informações relevantes para seu quadro, por isso, é interessante manter em mãos um caderno, bloco de notas ou documento onde seja possível anotar quaisquer dados importantes para lembrar no futuro.

Advertisements

Nunca se auto-medique

A ideia de receber atendimento médico pela internet pode erroneamente causar aos pacientes a impressão de que também é possível se automedicar pesquisando por sintomas e remédios na internet. Tomar medicamentos sem orientação médica é um ato perigoso que pode resultar em complicações para a saúde, agravamento de quadros clínicos, e até morte. Se necessário, seu médico irá fornecer uma receita digital com assinatura válida e posologia correta para o medicamento que poderá ser comprado em uma farmácia.

Dicas para os médicos

Proteja os dados confidenciais de seu atendimento

Os dados de um paciente são protegidos por regulamentos de confidencialidade, e ataques como ransomware podem roubá-los para fins de chantagem ou calúnia. Proteger sua segurança digital significa garantir que seu paciente, e você próprio, não sofrerão com as consequências de ameaças virtuais. Para isso, especialistas da ExpressVPN sugerem o uso de uma VPN, a ativação do antivírus Windows Defender, a ativação do recurso de criptografia BitLocker, e o uso de senhas seguras no computador.

Mantenha seu ambiente profissional – mas reconfortante

A ambientação pode fazer uma diferença significativa na experiência do paciente durante a telemedicina, em especial pois estamos tratando de uma situação nova e vulnerável para a maioria dos indivíduos. Por isso, garanta que sua imagem reflita um ambiente profissional, preciso, semelhante ao consultório físico, mas que possua elementos de familiaridade e aconchego que permitam que o paciente esteja mais aberto e relaxado. Boas medidas incluem a disposição de quadros e diplomas na parede ao fundo da imagem, o uso de lâmpadas quentes amareladas, e objetos lúdicos ou demonstrativos como modelos anatômicos ou estatuetas na mesa.

Aproveite das tecnologias

Se a consulta está sendo realizada pela internet, podemos aproveitar de uma série de tecnologias que melhoram a experiência dos pacientes e nos auxiliam durante as explicações. Podemos usar aplicativos e sites de histologia e modelos anatômicos para mostrar, em tempo real, as regiões e órgãos do corpo afetados, demonstrar os movimentos ou imagens que deseja capturar do paciente, e explicar sistemas complexos de formas simples e visual. Além disso, ferramentas como o Google Drive ou Dropbox permitem a troca rápida de dados com os pacientes, e sistemas de consultório digital ajudam na hora de marcar novas consultas, organizar agendas, e fornecer métodos de pagamento mais flexíveis.

Cuidados com a saúde visual

Para médicos que passarão horas em frente ao computador realizando as consultas, a saúde visual pode ser uma preocupação importante. A luz azul interrompe o ciclo circadiano e causa problemas como a insônia, pois impede a liberação de melatonina, neste caso, o uso de um filtro de luz azul automático simula a temperatura de cores do entardecer na tela de nosso monitor, evitando o problema. Este recurso pode ser encontrado com os nomes de “Protetor ocular”, “Night Shift” ou “Ponto branco”. Também é possível instalar a ferramenta gratuita F.lux para realizar essa função.

Agora você já conhece dicas importantes para ter uma boa experiência com a telemedicina, e está preparado para aliar a tecnologia com a saúde de forma segura e eficiente. Confira também: A importância de uma boa saúde bucal.

Advertisements