Brasil recolhe remédio contra diabetes das farmácias

Advertisements
Loading...

Estudos indicam que Avandia aumenta o risco de doenças no coração

Remédio contra diabetes retirado das farmácias

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou o recolhimento domedicamento Avandia, que trata o diabetes tipo 2, em todas as farmácias do país.

avandia

Informação divulgada em 29/09/2010 por meio de uma resolução no Diário Oficial.

A norma exige ainda o cancelamento do registro de medicamentos que contêm o princípio ativo rosiglitazona, referente ao mesmo remédio, a partir de hoje.

O medicamento foi banido na Europa e sofre restrições à venda nos Estados Unidos, devido às suspeitas de que o produto provoque problemas cardiovasculares.

O FDA (agência de controle de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos) decidiu restringir fortemente o uso do remédio. O medicamento só estará disponível para novos pacientes com diabetes tipo 2, se eles não conseguirem controlar os níveis de glicose com outros métodos.

Enquanto isso, o EMEA (agência europeia de medicamentos) foi mais duro e informou que o produto não estará mais disponível na região – o órgão diz que o Avandia “deixará de estar disponível na Europa nos próximos meses”.

Estudos divulgados em junho deste ano confirmaram que o produto, fabricado pelo laboratório britânico GlaxoSmithKline (GSK), aumenta o risco de problemas cardiovasculares. As chances do problema aumentam de 28% a 39%.

Advertisements
Loading...

Os efeitos colaterais do Avandia são alvo de controvérsia desde a publicação, em 2007, de estudos que mostravam o aumento do risco de ataque cardíaco e derrame cerebral quando o medicamento era tomado.

As análises mais recentes mostraram que o remédio do laboratório britânico tem mais efeitos perigosos que seu principal concorrente, o Actos, do laboratório japonês Taketa.

Em nota, a GSK diz que “continua acreditando que Avandia é um tratamento importante para pacientes com diabetes do tipo 2 e está trabalhando junto ao FDA e a EMA para implementar as ações requeridas”.

A empresa trabalhará ainda com as demais agências para se adequar a quaisquer decisões.

Em junho de 2013, a FDA determinou uma nova análise independente sobre a segurança da droga

Consultores da FDA (agência americana que regulamenta remédios e alimentos) votaram pela manutenção do Avandia (rosiglitazona), fabricado pela GlaxoSmithKline (GSK), no mercado americano. Há três anos, a droga teve o uso restrito por suspeitas de que aumentaria os riscos cardiovasculares.

O Avandia chegou a ser o medicamento mais vendido do mundo para diabete tipo 2. No Brasil, foi proibido em 2010, assim como na Europa. Nos Estados Unidos, 3 mil pessoas usam o remédio.

A FDA determinou uma nova análise independente sobre a segurança da droga, feita pela Duke University, que concluiu que o remédio não aumentava os riscos, desde que usado adequadamente.

Em nota internacional, a GSK informou que continua a acreditar que “o Avandia é uma opção de tratamento segura e eficaz para diabete tipo 2, quando usado para o paciente apropriado”. A recomendação dos especialistas do painel consultivo vai agora para decisão final da FDA.

Fonte (2010): Abril.com

Advertisements
Loading...