Antibióticos: venda, agora, somente sob receita médica

(nov 2010)

A partir deste domingo (28), todas as farmácias e drogarias do Brasil estão proibidas de vender antibióticos sem receita médica.

A nova regra foi determinada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com o objetivo de contribuir para a redução da resistência bacteriana na comunidade, como o caso da KPC (Klebsiella pneumoniae carbapenemase).

O descumprimento da determinação constitui infração sanitária “sem prejuízo das responsabilidades civil, administrativa e penal cabíveis”.

antibióticos receita

A maioria dos farmacêuticos e balconistas de Araçatuba é contra a imposição.

Eles acreditam que, mesmo a pessoa sendo obrigada a procurar um médico antes de comprar um antibiótico, corre risco de não tomar o medicamento corretamente em sua casa, contribuindo para a resistência das bactérias aos antimicrobianos.

Advertisements
Loading...

“Deve-se fazer campanhas de conscientização do uso da medicação”, acredita o balconista e técnico em farmácia Edson Luiz da Silva Bueno.

MODELO

Para a farmacêutica Maura Tiemi Tsutsumi, o Brasil deveria seguir o exemplo de Portugal, onde farmácias realizam atendimento clínico em pessoas com doenças de baixa complexidade e, após o diagnóstico, receitam os antibióticos.

Na opinião do farmacêutico Matheus Henrique Baroni, os pacientes deveriam ser submetidos a exames de sangue para descobrir o melhor antibiótico a ser aplicado no organismo.

Caso contrário, o uso de antimicrobianos errados também colabora para o aumento da resistência.

Fonte: Folha da Região – Araçatuba