Acidentes nas brincadeiras resultam em 300 internações hospitalares por dia

Advertisements
Loading...

Samuzinho em Minas ensina crianças e pais evitarem acidentes que podem resultar em morte e ferimentos graves.

Pesquisas mostram que brincadeiras com fósforo, panelas com óleo ou água quente resultam em quase 300 internações hospitalares todos os dias no Brasil.samuzinho

Por mais inocentes que pareçam, as brincadeiras das crianças podem resultar em acidentes graves, internação hospitalar e até em morte.

O alerta é da coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do Samu, Wilhma Alves de Castro, responsável pela execução do Samuzinho, programa lançado em Minas Gerais este mês, no norte do estado, pelo Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Macro Norte.

O objetivo é promover a educação de crianças e incentivar atitudes seguras. Brincadeiras e atividades cotidianas escondem riscos à saúde dos pequenos, como quedas, queimaduras, intoxicações e afogamento. Em sua primeira edição o programa vai abranger escolas públicas e privadas na cidade de Montes Claros.

“Durante o Samuzinho, além de orientar as crianças, também vamos alertar aos pais sobre a necessidade de adotar atitudes seguras, pois as crianças não são capazes de avaliar os riscos sozinhas”, esclarece Wilhma.”Se a criança aprende a ter atenção e a adotar atitudes seguras, ela cultivará este hábito em todas as suas atividades”, completa.

Advertisements
Loading...

Riscos

Dentre os acidentes domésticos sofridos pelas crianças, as queimaduras estão entre as de maior incidência. Recentemente, o Ministério da Saúde lançou uma cartilha para orientar as equipes de saúde de todo o país na assistência imediata às vítimas de queimaduras, visando reduzir o agravo da lesão e os demais problemas decorrentes.

Entre os casos de queimaduras notificados no país, a maior parte ocorre nas residências das vítimas e cerca de 50% das ocorrências envolvem crianças. Entre as queimaduras mais comuns, tendo as crianças como vítimas, estão as decorrentes de escaldamentos – manipulação de líquidos quentes, como água fervente, pela curiosidade característica da idade – e as que ocorrem em casos de violência doméstica, muitas vezes com extrema gravidade e risco de morte.

Fonte: isaúde