A importância de uma boa saúde bucal

Indiscutivelmente, ter uma boa saúde bucal pode trazer diversos benefícios para a saúde como um todo, evitando inflamações e possíveis doenças que sejam mais complicadas de tratar.

Entretanto, para obter a qualidade necessária ao longo da vida, é fundamental prestar atenção a esse termo: higienização.

O que é saúde bucal?

De modo geral, quando falamos de saúde bucal, estamos discutindo sobre a saúde dos dentes, da língua, da gengiva e da boca como um todo.

Para isso, é preciso cuidar dos dentes durante toda a vida, começando desde cedo, por meio de práticas de rotina, especialmente a higienização bucal.

A higienização bucal é um processo simples, mas que precisa ser constante. Todos os dias você deve escovar os dentes diversas vezes, principalmente após as refeições.

Ainda, é importante utilizar fio dental no momento da escovação, obtendo uma limpeza mais completa.

Nesse processo, a qualidade das escovas escolhidas e dos cremes dentais utilizados também podem fazer a diferença e, por isso, é importante ficar atento com as recomendações dos especialistas, indo de acordo com essas ideias.

Apesar de cuidar da saúde bucal ser uma prática que todos deveriam ter, os dados sobre esse assunto no mundo todo são problemáticos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 3 bilhões de pessoas são afetadas por doenças bucais ao longo da vida, quase metade da população mundial.

Outro dado que chama a atenção é que, aqui no Brasil, cerca de 40% dos idosos não possuem dentes, enquanto 80% possuem menos de 20 dentes.

Esses números representam bem como a população não está cuidando da sua saúde bucal da maneira correta, gerando problemas que podem afetar a saúde e a qualidade de vida.

Dicas importantes sobre o tema

Como dissemos, é fundamental adotar algumas práticas cotidianas para ter uma saúde bucal de qualidade.

O passo mais importante é a consistência e a qualidade da higienização bucal, ou seja, ter o hábito de escovar os dentes diversas vezes ao dia, utilizar fio dental e, se recomendado, enxaguantes bucais.

Entretanto, é possível ajudar de outras formas, especialmente em relação aos hábitos alimentares, vícios e práticas cotidianas.

A alimentação, por exemplo, pode fazer toda a diferença, determinando a qualidade ou não dos seus dentes. Existem diversos tipos de alimentos que podem ser interessantes nesse sentido, mas ao mesmo tempo existem outros que podem ser prejudiciais.

Por isso, é importante identificá-los, dando preferência  aos que trazem benefícios para a saúde dos dentes e do organismo de modo geral, tais como:

  • Peixes;
  • Laticínios;
  • Verduras escuras;
  • Legumes;
  • Frutas.

Também é fundamental evitar hábitos viciosos, que podem trazer ainda mais prejuízos para a saúde, como o alcoolismo e o tabagismo.

Lembre-se de consultar o dentista

Outra etapa fundamental para cuidar dos dentes é o acompanhamento odontológico. Existem diversas maneiras de conseguir esse acompanhamento, mas o mais recomendado é por meio de um plano odontologico.

Mas por que é interessante conseguir um plano nesse sentido? Bom, assim como consultas em hospitais particulares costumam ser caras, e as pessoas optam por um plano de saúde, o atendimento odontológico funciona da mesma maneira.

Muitas consultas em consultórios particulares são caras e nem sempre atendem as mesmas expectativas de um atendimento de um convenio odontologico.

Em contrapartida, as pessoas acabam optando por atendimentos públicos. Entretanto, essa também pode ser uma escolha problemática, pois esse serviço pode não ter a mesma qualidade, dificultando a busca por consultas e atendimento.

Para ajudar na escolha de qual é o melhor plano, é importante entender que existem diversas opções. Primeiramente, os convênios, como um odonto empresarial, são obrigados a disponibilizar diversos tipos de procedimentos, principalmente os de rotina e urgência.

Se você está precisando de algum tratamento mais específico, que não se enquadra nesse rol de obrigatoriedades que os convênios precisam cobrir, essa escolha precisa ser melhor analisada.

Nesses casos, é fundamental entrar em contato com os convênios e verificar se, por exemplo, o convenio odontologico empresarial realiza esse tipo de procedimento.

Existem também diferentes categorias de convênios, aumentando as possibilidades de escolhas. Os planos familiares, por exemplo, são destinados para famílias que querem contratar um plano, mas não têm condições de pagar individualmente para cada membro.

O plano empresarial, por outro lado, é mais voltado para empresas que querem oferecer esse benefício para os seus funcionários, melhorando a relação com os trabalhadores e garantindo maior foco e desempenho no trabalho.

Por fim, outra opção existente é a de plano odontologico para MEI, voltado para os microempreendedores individuais que também estão precisando de atendimento qualificado para cuidar de sua saúde bucal.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.