A dor que as palavras podem provocar

Pesquisa da Universidade de Jena, na Alemanha, concluiu que as palavras podem sim provocar dor.

Os pesquisadores conseguiram demonstrar cientificamente que não só as lembranças dolorosas e associações que colocam nossa memória da dor em alerta. Thomas Weiss, autor do estudo, explica que mesmo estímulos verbais levam a reações em determinadas áreas do cérebro, o que confirma que, de fato, as palavras podem causar dor.

O cientista diz que quando se ouve palavras como sofrimento, dor e castigo, é ativada no cérebro a área correspondente a dor uma vez sentida. O fenômeno foi analisado diretamente no cérebro, por meio de tomografia de ressonância magnética funcional (fMRI), enquanto participantes saudáveis ouviam palavras associadas com dor. Os voluntários ouviram também palavras de cunho negativo, como amedrontador e nojento, não necessariamente relacionadas à dor.

Estando focado na palavra ou entretendo-se com outras atividades, como a montagem de um quebra-cabeças, as áreas relacionadas á dor mantiveram-se ativas enquanto palavras associadas a esse sentimento eram ouvidas. Esse fato não aconteceu com as outras palavras de conotação negativa, neutras e positivas.

A lembrança da dor ajuda a evitar situações semelhantes no futuro, o que explicaria a ativação do cérebro ao ouvir tais palavras. “Estes resultados mostram que as palavras são capazes de ativar a nossa matriz de dor”, diz Weiss. “Entretanto, sugerem também que os estímulos verbais têm um significado mais importante do que pensávamos até agora”, completa.

Fonte: Diário da Saúde